Quem é, quem é, o “campeão” dos noticiários?

0
331

A agência de comunicação Marktest divulgou um ranking sobre o protagonismo noticioso. Depois de fazer contas ao número de notícias publicadas nas televisões e à duração das mesmas, a Marktest diz que Marcelo Rebelo de Sousa foi quem teve maior exposição mediática.

Cento e trinta e cinco (135) notícias com 5 horas e 16 minutos de duração durante o mês de abril, é o resultado mediático do labor presidencial.

Nas posições seguintes estão, em segundo lugar António Costa e, em terceiro lugar André Ventura. Depois aparecem, por ordem descendente, Inês Sousa Real, António Guterres, Rui Tavares, Fernando Medina, Mariana Mortágua, Augusto Santos Silva e Rui Rio.

Deste ranking, é notável o mediatismo concedido ao líder do Chega. É o triunfo do populismo caceteiro em todo o seu esplendor. Os jornalistas serão os primeiros responsáveis pelo relativo sucesso da extrema-direita em Portugal. E é igualmente notável o apagamento do líder do segundo maior partido português. Rui Rio deve andar a dormir na forma.

Também não deixa de surpreender a ausência de Jerónimo de Sousa. Nem mesmo os ímpetos persecutórios motivados pelo posicionamento do PCP quanto à guerra na Ucrânia geraram número de notícias suficiente para o dirigente comunista constar no ranking dos 10+ da Marktest.

Por fim, esta análise peca por aparentemente não considerar protagonistas estrangeiros. Caso considerasse, o grande vencedor, o campeão seria Volodymyr Zelensky. “Não há pai” para o Presidente ucraniano, em termos de popularidade e importância mediática.

fonte Marktest

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here