No recreio da guerra

As cenas diplomáticas fazem parte da guerra. Quando um Estado decide expulsar diplomatas de outro, a retaliação não se faz esperar. Há cerca de um mês, Portugal expulsou 10 funcionários da embaixada da Rússia, agora foi a vez de 5 portugueses terem de abandonar Moscovo.

Expulsar um diplomata traz prejuízo a alguém? Não. A maioria das vezes, os expulsos são funcionários menores. Daqueles que levam e trazem papéis, arquivistas, tiram o café ao chefe. Na verdade, ficar sem eles é um incómodo menor.

Nada disto é para ser levado muito a sério. Enquanto eles se entretêm a diminuir o staff das embaixadas uns dos outros, a guerra não pára e a “carne para canhão” permanece na trituradora…

Ontem, a Rússia anunciou a expulsão de 34 diplomatas franceses, 27 espanhóis, 24 italianos e 2 finlandeses, em retaliação por medidas semelhantes adotadas por aqueles países a seguir à invasão da Ucrânia.

Cartoons de Hélder Dias.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here