Eurovisão da Canção, UCRÂNIA JÁ GANHOU

A CANÇÃO É UMA ARMA, DIZIA JOSÉ MÁRIO BRANCO QUANDO CANTAVA "A cantiga é uma arma/ Contra a burguesia/ Tudo depende da bala/ E da pontaria/ Tudo depende da raiva/ E da alegria..." MAS, SENDO ARMA, PODE SER USADA POR TODOS E DE DIFERENTES MODOS. NA GUERRA DA UCRÂNIA, TAMBÉM HÁ AGORA UMA CANÇÃO. E ZELENSKY JÁ A SABE DE COR E SALTEADO.

0
1676

O Festival Eurovisão da Canção já tem vencedor. É a canção que representa a Ucrânia. Não é a melhor canção, não é a que fica no ouvido, não tem uma melodia interessante. A música do grupo Kalush Orchestra é uma fusão entre folclore e hip hop. Uma experiência que pode ser interessante, mas longe do gosto comum dos europeus. No entanto, as apostas colocam a canção no topo das preferências e todos dizem que serão eles a vencer. De acordo com o ‘site’ eurovisionworld, o tema da Ucrânia é o favorito para vencer o concurso.

A acontecer, é mais uma consequência da guerra na Ucrânia. Com a opinião pública ocidental a condenar a invasão russa, tudo o que cheire a apoio à Ucrânia torna-se num objetivo do marketing político.

SAUDADE, SAUDADE”

Assim, à melhor canção restará o 2º lugar. Não sabemos se a canção portuguesa poderá lá chegar. Veremos o que acontece na final, que está marcada para sábado, 14 de maio. Antes, teremos uma segunda semifinal, dia 12.

Portugal é representado no concurso por Maro, que venceu em março o Festival da Canção com “Saudade Saudade”. Maro atua acompanhada por um coro feminino, que integra Beatriz Fonseca, Beatriz Pessoa, Carolina Leite, Diana Castro e Milhanas.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here