POLÍCIA EM COMA, DOIS SUSPEITOS DETIDOS

0
1571

O relato inicial da PSP, tal como vem citado na imprensa, fala em grupo de 10 agressores mas, segundo as mais recentes informações divulgadas, há apenas três agressores identificados.

Dos 4 polícias agredidos, um está em coma e com prognóstico reservado, internado no Hospital de S. José.

Os suspeitos já identificados pertencem ao corpo de fuzileiros da Marinha Portuguesa e estariam de malas aviadas para uma missão no estrangeiro, no âmbito das Nações Unidas. Dos três, dois estarão já sob detenção nas instalações da Marinha, provavelmente em Vale de Zebro.

Militares ou não, o certo é que todos os suspeitos identificados e detidos irão ter de conversar com um juiz de instrução. Encontro que terá lugar esta segunda ou na próxima terça-feira. Por mais explicações que tenham para dar, acabarão provavelmente indiciados por crimes de homicídio na forma tentada.

Num comunicado, a PSP refere que o incidente ocorreu na madrugada de sábado, pelas 6h30, “no exterior de um estabelecimento de diversão noturna, na avenida 24 de Julho”, tendo começado com agressões mútuas entre vários cidadãos. No local encontravam-se “quatro polícias, fora de serviço, que imediatamente intervieram, como era sua obrigação legal”, acabando por ser agredidos “violentamente” por um dos grupos, formado por cerca de 10 pessoas. Durante a ação policial, um dos polícias foi “empurrado e caiu ao chão, onde continuou a ser agredido com diversos pontapés, enquanto os restantes polícias continuavam também a defender-se das agressões”, diz a PSP.

De acordo com a polícia, os agressores colocaram-se em fuga e não foi possível a sua identificação. No local há várias câmaras de vigilância, quer da via pública quer das portas dos bares e discotecas, e terão sido essas imagens (dadas? vendidas?) que a CMTV diz ter em exclusivo, que levaram à identificação e localização dos dois que já estão detidos assim como de um terceiro que ainda continua em parte incerta, à hora a que escrevemos esta atualização ao artigo anterior.

LINK PARA ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui