Efeitos secundários

0
651

O dia de ontem esteve lindo. Praia com as cadelas. Sol. Tempo de Verão. Banho nas pernas, braços e cabeça. As ondas molharam-me até ao rabo. Soube-me bem. A água não estava muito fria.

Havia duas gaivotas mortas na areia, talvez devido ao mau tempo. Onde se recolhem os pássaros quando chove? Como podem proteger-se do clima? As cadelas foram esfregar-se nelas. Os outros cães igualmente. Uma carcaça malcheirosa é um petisco irresistível para um cão. Correram imenso. Felizmente havia pessoas que para lá tinham levado os animais para os deixarem correr e brincar, como faço. Parece que gosto mais dessas pessoas do que das outras.

Hoje, dia horrível. No morro de Cacilhas senti que a humidade me colava a roupa ao corpo. Que peso. Zarpei para o jardim do Pragal. Estava-se melhor. As cadelas correram bastante e também encontraram amigos, mas não gostei dos senhores almadenses. Estive sentada a ler.

É impressionante como ler um livro sentada num banco de jardim nos transforma. Sem livro sou uma mulher vulgar que passeia cães sem classe. Com livro sou uma senhora misteriosa que passeia cães livres. Um livro é um dispositivo alquímico.

Importa registar que fui ao ginecologista na sexta. Ficou claro para ele que o sintoma de infeção ginecológica que me levou lá a 3 de Julho não foi infeção. Ficou claro que se tratou de um efeito secundário da segunda dose da vacina contra o Covid, da Pfizer, administrada a 18 de Junho. Declarou ser um efeito secundário compatível com o que já se sabe neste momento. Os exames que me fez na altura nada revelaram. Registou no computador. Ficou claro para ele. Para mim, que opero com estes ovários e útero há muitas décadas, ficou claro há mais tempo. Para o bem ou para o mal, com emmerder ou sans, decidi não aceitar voltar a ser vacinada enquanto:

Um – não for grupo de risco.

Dois – as vacinas não estiverem devidamente aperfeiçoadas. Não volto a servir de cobaia. Donc, je veux les emmerder.

Seja o que Deus quiser. Como sempre. À cautela, fazer a porcaria do testamento. Que não vá para o Estado nem para aquela pessoa que tem esperanças de herdar. Muito irritável desde o dia 2. Impaciente. Em esforço. É capaz de ser sensato voltar à fluoxetina.

(Excerto da crónica Diário da Revolta de 9 de janeiro de 2022, publicada no Facebook de Isabela Figueiredo)

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here