Dar voz ao silêncio, contra a pedofilia na Igreja Católica

0
419

No primeiro dia foi notícia “gorda” a abrir noticiários e a fazer manchetes nos jornais. Ao segundo dia foi notícia curta, mas ainda a fazer ferver o sangue dos que nas redes sociais da lei do anonimato se vão libertando. Ao terceiro dia, silêncio.

O silêncio é uma autoestrada para o esquecimento. E se o assunto cair no esquecimento, vai ser manipulado. Por isso, é preciso continuar a falar disto e a publicitar a honrosa iniciativa da Igreja Católica de abrir um inquérito sem precedentes para se apurar toda a verdade sobre a pedofilia na instituição.

Foi constituída uma Comissão Independente e as vítimas desses abusos sexuais podem e devem “dar o seu testemunho, contando desde logo com o sigilo profissional da equipa e a garantia do seu anonimato” garante-se no site “Dar Voz ao Silêncio”.

fonte Diocese de Setúbal – Canal Oficial – YouTube

A expectativa é alta, adivinha-se uma avalanche de denúncias. Mas não foram anunciados relatórios parcelares nem pontos de situação periodicos, pelo que o silêncio pode contribuir para o arrefecimento do caso e fazer esmorecer a vontade de denunciar.  

Sabemos bem que quanto mais tempo passar sobre o abuso, mais a vítima se submete à resignação e ao trauma, menos força tem para lutar por justiça e reparação. Denunciar abusos sexuais não é fácil, obriga a coragem e força moral. Muitos não conseguirão. E por cada um que se calar, maior será o “iceberg” que se esconde submerso nas águas escuras do crime sexual.

E é contra isso que temos de lutar.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here