O nosso amigo cão

Em todo o Mundo, hoje celebra-se o Dia do Cão. É só o melhor amigo do homem.

0
1099

Dizer que o cão é o melhor amigo do homem, é pouco. O cão é amigo, companheiro, guardião, solidário, o bicho homem tem vindo a acumular uma dívida com os cães que dificilmente algum dia virá a ser devidamente recompensada.

Desde que o primeiro lobo foi domesticado, o cão revelou-se essencial para o desenvolvimento da sociedade humana. Desde guardião de pessoas e bens, guia de rebanhos, guia de pessoas com diversas incapacidades, desde os cegos aos emocionalmente frágeis, binómios no combate policial, na ação de bombeiros e militares, os cães ajudam na busca e salvamento de pessoas vitimas de catástrofes naturais, pesquisam bombas e minas anti-pessoais enterradas em campos de batalha, os cães são postos em risco de morte com frequência nessas atividades para as quais são treinados.

Infelizmente, o abandono e maus-tratos são também o dia-a-dia destes animais e tarda que a Lei dos homens reconheça o valor destes animais e os proteja devidamente.

Nestes tempos de pandemia, as situações de abandono foram exponenciadas e multiplicaram-se as dificuldades das associações que protegem os animais. Muitas destas associações têm hoje mais problemas para sobreviver e continuar a dar abrigo aos animais abandonados, porque os apoios diminuiram e os confinamentos impediram a ação dos voluntários.

A origem do cão como animal doméstico

Os cães são parceiros dos homens desde há 40 mil anos. De acordo com estudos genéticos, os primeiros lobos domesticados surgiram na China. Só depois essa prática foi adotada pelas populações humanas do  Médio Oriente e Europa.

Os cientistas acreditam que os lobos foram atraídos para acampamentos humanos para procurar sobras de comida. Com o tempo, alguns começaram a viajar com os humanos nómadas.

Existem até evidências científicas que apoiam o vínculo entre humanos e cães. Quando as pessoas se olham nos olhos, nos ligamos emocionalmente e libertamos uma hormona chamada oxitocina. Um estudo descobriu que quando cães e pessoas olham nos olhos uns dos outros, a mesma hormona é libertada tanto em humanos quanto em cães.

As raças de cães variam em popularidade e da zona geográfica. Em Portugal, por exemplo, desde a década de 1990, os Labradores Retrievers são os cães mais procurados como animais de companhia. Mas não é a subespécie que faz um cão melhor que outro. Trata-se, quanto muito, de uma questão meramente estética. Na opinião de muitos apreciadores da companhia dos cães, são os rafeiros os melhores parceiros do homem.  

Cão Labrador

Os cães em Portugal

Apesar do país ser pequeno, existem várias subespécies “portuguesas”, entre as quais alguns dos cães mais bonitos do Mundo, a saber: Cão da Serra da Estrela; Cão de Água Português; Cão de Castro Laboreiro; Rafeiro do Alentejo e o Cão de Gado Transmontano. No total há 12 subespécies de “cães portugueses”, alguns exclusivos do arquipélago dos Açores.

Cão de Castro Laboreiro

O Cão de Castro Laboreiro é talvez o cão mais antigo de Portugal, originário das montanhas mais a norte de Portugal, mais propriamente da aldeia de Castro Laboreiro. É uma região agreste que, até meados do século passado, sofria de um grande isolamento, o que contribuiu o apuramento das características do Cão de Castro Laboreiro, um cão pastor e guardião de propriedades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui