Cascais, o mural da Pampilheira

O mais recente mural do artista conhecido por Rocket01 está em Cascais, na Pampilheira. Cascais passa, assim, a partilhar património artístico deste criativo com muitos outros países por onde ele tem andado, da Inglaterra ao Brasil.

1
616

O estilo de Rocket01 é um misto fantasioso de surrealismo e de retrato, em aquáticos tons de turquesa e verdes, que se tornaram assim a sua típica paleta de cores. Por detrás das suas criações pode sentir-se toda uma mensagem de preservação do ambiente, numa visão optimista de conluio íntimo entre a ciência, a tecnologia e a Humanidade.

O mural da Pampilheira

No seu mais recente mural, realizado de 1 a 11 deste mês de Setembro no Bairro da Pampilheira, em Cascais, é bem visível esse seu estilo, onde harmonicamente se casam a velocidade quotidiana (simbolizada na mota) com a necessidade de parar a fim de se admirar a beleza humana (aqui consubstanciada no rosto duma jovem) e a do mundo envolvente (as flores, os peixes…). O todo envolvido na magia das estrelas por ali espalhadas, como que saídas duma varinha mágica a apontar a importância do sonho!…

Na parede estava um grafito antigo: «I just want to surf», «Eu só quero é surfar!». A frase não ficou, mas a ideia aí está: a vontade de, em liberdade, ir por aí, na contemplação boa da Natureza!

Nas flores imaginamos os pampilhos, que – devido à sua abundância nas searas de outrora – ao sítio deram o nome: Pampilheira. Nos peixes e nas gaivotas saudamos o mar, que, afinal, também está logo ali. E o disco voador lá no cimo é convite expresso a deixar livre a imaginação no seu perpétuo esvoaçar…

Era uma empena desagradável na esquina das ruas Diogo do Couto e Eça de Queiroz. Precisava de… vida! Cumpre, pois, agradecer à Câmara Municipal de Cascais a pronta disponibilidade manifestada para dar cumprimento à sugestão que há um ano lhe foi feita de convidar um artista desta craveira internacional para aí se concretizar um mural.

Feito o contacto com a associação de jovens «Somos Torre», os seus dinamizadores Zeka Robz Stock e Iuri meteram mãos à obra, fizeram todas as diligências necessárias e… o resultado aí está!

A entrevista vídeo é de José d’Encarnação, com edição e legendagem de Carlos Narciso:

vídeo

1 comment

  1. Já tinha deixado umas linhas sobre a oportunidade deste texto no Notas & Comentários, oportunidade essa proporcional à da intervenção na empena pouco vistosa do prédio das imagens. Também acredito que esta arte de rua pode fazer milagres. Em relação à entrevista, e louvando o empenho de José d´Encarnação, devo dizer que percebi melhor os objectivos e descodificação da mensagem no seu texto, do que nas breves palavras do artista plástico. Acho que a que melhor define o sentido daquela criação, é mesmo…imaginação. Muito grata ao autor pela preocupação em mostrar os melhoramentos estéticos do seu bairro e em partilhar informação sempre oportuna.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here