Cara na cara, já se dança em Lisboa! Adeus pandemia?

É um excelente sinal, já se dança tango argentino no mais célebre clube de Lisboa: o Ferroviário, de Graciano Romeo e Juan Capriotti. O tango argentino dança-se de peito no peito e de face na face. Adeus pandemia!

0
693


Ainda se dança de máscara, a par fixo e mantendo a distância no Clube Ferroviário. Mas todos esperam pelo fim destas normas. Já acabaram na Dinamarca, Bélgica e Reino Unido, por exemplo. O Ferroviário tem 20 anos de tango sensual, mas cheio de regras para evitar mal entendidos.
Graciana Romeu ensina logo que é o homem quem deve procurar a mulher, com os olhos. À distância. Faz um ligeiro cabeceo. Se a senhora aceita, responde num imperceptível sim, com a cabeça. E o homem vai até lá, para a levar para a pista de dança.
A maioria dos lisboetas desconhece quanto se dança nessas milongas sensuais e discretas. Horas seguidas.

Homem que dance mal, não consegue um par para dançar


Juan Capriotti  explica: “isto é um baile social, cada homem não pode dançar com uma mulher mais de quatro danças seguidas: uma tanda.

A tribo tango argentino tem para cima de mil lisboetas fanáticos e discretos. Mas o mais curioso é o empenho de todos em consecutivas aulas, para aperfeiçoarem a estética da dança mais sensual sempre. Homem que dance mal, não consegue par no tango.

(aulas de iniciados às segundas. Ao domingo dança-se das 17 horas às 22. Rua Santa Apolónia 59, tlm 916192919)

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here