Ataque suicida faz 60 mortes no Aeroporto de Cabul

Um homem-bomba matou pelo menos 60 pessoas, militares americanos e crianças no aeroporto de Kabul. O governo dos Estados Unidos já confirmou. O primeiro ministro britânico Boris Johnson convocou o seu gabinete de crise. Não há notícias de que este ataque tenha atingido algum dos 4 militares portugueses dos GOE enviados para retirar dezenas de afegãos que colaboraram com as missões militares portuguesas e a embaixada de Portugal em Cabul.

0
737

Foram três explosões. Uma no aeroporto e duas num hotel de Cabul. O ataque será da responsabilidade de uma fação radical dos Taliban. Há muito que se temia um ataque ao aeroporto, porque as tropas americanas estão reduzidas ao mínimo, sem capacidade de resposta e encurraladas numa área de 10 campos de futebol, como se tem visto nas imagens.

Os lideres europeus criticam Biden pela forma rápida e desordenada da retirada de tropas do Afeganistão. Por causa das criticas de Boris Johnson, Biden teve de reenviar 6 mil soldados para a zona de Cabul.

As explosões podem ser seguidas de ataques. Os serviços de informação ocidental receiam até o uso misseis terra-ar para atingir os aviões ocidentais. Ou de forma mais simples, receiam que comece o bombardeamento do aeroporto.

A Cabul chegaram os elementos do GOE enviados para uma missão de extração de colaboradores afegãos que, se lá ficarem, serão mortos. Não é a primeira vez que os GOE fazem este tipo de operação de extração. A ideia era montar um corredor seguro no meio da balbúrdia  de Cabul, onde um erro dá direito a um tiro. 

Com as explosões em Cabul vai ser muito difícil ter sucesso na operação. Mas as forças especiais portuguesas são treinadas para este tipo de trabalho. Depende agora das relações que estabelecerem com os talibãs.

O comboio de veículos para o aeroporto vai ter de esperar. Isoladamente é difícil. A pé será pior. É provável que os portugueses possam optar por um plano B, uma retirada em veículos para o Paquistão.

Inventem, rapazes, mas saiam rápido. Os americanos vão deixar o Afeganistão a qualquer preço, quando há dois meses tinham o país inteiro sob controle. 

Entre Trump e Biden venha o diabo e escolha. Se o aeroporto fecha, começa a carnificina do tiro de canhão e do cutelo em punho.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here