Salgado de férias na ilha da Sardenha, cheia de covid

Ricardo Salgado enfiou-se na ilha da Sardenha, a braços com uma crise pandémica, segundo alerta o Ministério dos Negócios Estrangeiros português. Mas não foi a tribunal por causa da pandemia covid-19.

0
486

O “Dono Disto Tudo” (DDT)faz parte de uma casta que tem sempre uma lei disponível, para resolver pequenos incómodos.

Salgado beneficiou da lei que permite aos arguidos com mais de 70 anos não marcarem presença em tribunal, devido aos riscos associados à pandemia. Não foi a tribunal mas está na Sardenha, a gozar deliciosas férias, no meio de uma grave crise pandémica.

O comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros alerta, desde 16 de Julho último, para o estado de emergência pandémico, que inclui a ilha autónoma da Sardenha. Sujeita a condições especiais de entrada e permanência.

É curioso verificar como as autoridades portuguesas estão sempre descoordenadas. Os tribunais isentam-no de comparecer no banco dos réus, mas não cuidam de saber dos alertas do Governo sobre a situação nacional e internacional da pandemia. Não têm tempo.

Depois desta pérola. Há-de chegar a altura em que Ricardo Salgado mandará calar o Correio da Manhã. E pronto. Viverá na paz dos anjos

Já uma vez assisti. O diretor de então do CM desceu à cave e decretou: “de hoje em diante não haverá mais acidentes com os autocarros Volvo-laranja”. E nunca mais se escreveu uma notícia sobre esses estouros. Uma semana depois chegavam 3 Volvo-tipo Cadillac para a administração e começava um suplemento semanal para jovens, patrocinado pela marca sueca. Bonito.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here