Medina tenta maioria em Lisboa

Fernando Medina vai ganhar as próximas eleições autárquicas de Lisboa apenas com uma palavra: Mais, a única inscrita nos outdoors espalhados pela cidade. Já não necessita de ideias polémicas como foi, por exemplo, a transformação da 2ª Circular de Lisboa, numa avenida arborizada. Uma ideia brilhante, que morreu.

0
436

Medina já tem 42% dos votos garantidos. Moedas do PSD fica a mais de 11 pontos. Segundo várias sondagens publicadas. E Medina poderá chegar à maioria absoluta, se for esquecido o triste caso dos dados sobre manifestações fornecidas ilegalmente aos russos, que não foi da sua iniciativa.

Desde muito cedo Medina percebeu que Lisboa tinha envelhecido, a população reformava-se e já não ultrapassava os 550 mil habitantes. Numa cidade capital de um País de 11 milhões de habitantes. Com os níveis de abstenção, bastam cento e poucos mil votos para ter uma vitória muito confortável. 

A ideia verde de Medina veio de Madrid que há mais de 10 anos enterrou a grande circular M 30, enterrou-a e fez uma avenida com árvores e jardins por cima. Foi há mais de uma década, mas sem o TGV, a ideia não chegou a Lisboa. A não ser a Medina para quem ganhar as eleições, tem sido como beber uma bica.

É pena que Medina esteja a ser condicionado pela sua provável candidatura a primeiro-ministro. E que os seus conselheiros lhe imponham travões. Não fosse isso e Medina teria a maioria absoluta. Vamos ver.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here