As assistentes do Preço Certo

O corpo de uma das assistentes do "Preço Certo" de Fernando Mendes é a mais recente polémica nas redes sociais. As mamas e os contornos de Lanka incomodaram a jornalista Fernanda Câncio.

0
1653

O Ocidente deu passos difíceis desde O Nascimento de Vénus de Boticelli (1486) ou David de Michelangelo (1504), ambos em Florença. Até ao bikini de Louis Réard de 1946 ou à mini-saia de Mary Quant. E o corpo de uma mulher passou a ser um corpo diferente de outra mulher. Admirado de forma civilizada em vários sentidos.

Mas há poucos anos o Facebook proibiu os mamilos das mulheres e o amamentar de bebés. Agora chegou Fernanda Câncio com Lanka.

É espantoso como é que a televisão pública continua a usar mulheres como adereços desta forma repugnantes. Não há obrigações de cumprir os mínimos em termos de respeito pelos princípios constitucionais e pelos planos para a igualdade?“, questionou na rede social Twitter e aparece agora por toda a internet.

Os assistentes do “Preço Certo”, duas mulheres e um homem são “apontadores” do que se joga no programa. São necessários. E a forma como se vestem corresponde a códigos de comunicação.

Longe vão os tempos em que o Cardeal Carafa queria que os homens e mulheres entrassem vestidos à sua maneira no Paraíso. Foi há 500 anos! No Ocidente.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here