“Há Revista” em Linda-a-Velha

Há teatro de revista a preço "low-cost" com uma das actrizes que mais ama os palcos, Dina Santos. O Grupo de Teatro Intervalo sobe ao palco às 5ª, 6ª e sábados desta vez com a encenação de Domingos Lobo e música de Luís Macedo e Miguel Rui Teixeira.

0
419

Encontrei Dina Santos no Teatro Gota, em plena Baixa de Lisboa. Foi há anos em “Da Sé para o Cabaret”.  Mas o Grupo Oficina Teatro de Amadores não sobreviveu à morte do notável João Barros, diretor, cenógrafo, encenador e actor do maior gabarito

Dina Santos mudou-se então para o Teatro Intervalo que há semanas representou «Não deixes que a noite se apague», um original de Domingos Lobo, prémio Bernardo Santareno 2009. Com adaptação e encenação de Silva Henriques. Onde se recordou o fascismo. Quando a Pide apontava, espancava e instruía processos, que os juízes dos Tribunais do Campo de Santa Clara assinavam. Foi um soco no estômago.

Agora “Há Revista” vem noutra direcção, recupera a crítica do amordaçado Parque Mayer. E é para rir e apreciar o elenco, onde estão mais duas mulheres, Susana Cacela e Teresa Neves. Os actores são de primeira água, como é necessário no bom teatro. 

Claro que gosto, em particular de Dina Santos pelo trabalho que há muito conheço.

“Há Revista”, conta Dina Santos, “é um hino à alegria…que os próximos tempos sejam mais solidários, mais justos e mais felizes e que o Teatro e os seus criadores, acompanhem essa festa e essa mudança.”

Viva a Revista!

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here