Bernardo e o calote de 500 milhões €

5
9445

Bernardo Moniz da Maia tem uma dívida superior a 550 milhões de €, dinheiro que pediu em nome de empresas suas ao Banco Espírito Santo. Dívida que nunca pagou e que ajudou a alargar o buraco financeiro que o Novo Banco herdou. Dívida impagável, a não ser que sejamos nós, o povo, a pagá-la. É o que está a acontecer.

5 comments

  1. Este tipo de amnésia devia dar prisão até o sujeito se começar a lembrar de tudo. Uma vergonha isto… A conta vem sempre para os mesmos…

  2. Isto nao é capitalismo, é capitalismo de conivêmcia… un capitalista quando ten lucros é pare ele e quando ten perdas é o capital dele que esta is n risco…. este senhor quand faz lucro é para ele e quando faz perdas é o povo que paga… quando é que Portugal comça à por estas pessoas a fazer 20 anos de prisão por vigarice?

  3. Snr. Roberto, não diga isso! De um momento para o outro temos de fazer novas prisões para esta gente! Pois não faltarão candidatos ao desvio de milhões e milhõe…só 20 anos de prisão? Mesmo que trabalhe 2oo anos não consegue ganhá-los, isto é, amealhá-los! Assim é fãcil, barato – uma festa!! A justiça e os políticos não” vêem nada”!! Boa tarde.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here