Covid-19: nova vacina também pode causar trombose sanguínea

0
475

No boletim epidemiológico de hoje estão registadas 5 mortes, 408 novos casos de infeção, 459 internados, 118 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Dentro de dois dias o Governo decide a continuação do desconfinamento. A estratégia de desconfinamento aprovada é gradual, deliberadamente progressiva e de ritmo lento, no sentido de ir adequando as medidas proporcionalmente àquilo que são as situações epidemiológicas.

“A nossa estratégia gradual poderá ter paragens ou avanços”, disse hoje a ministra da Saúde que não quis fazer prognósticos antes do jogo. “Não queremos perder mais vidas inutilmente, não queremos causar doença cujas consequências de longo prazo sejam ainda desconhecidas”, garantiu Marta Temido.

Em causa, entre outras medidas, está a reabertura das escolas em todos os níveis de ensino.

Nova vacina, velhos problemas

Há mais uma vacina contra a covid-19 a ser distribuída em todo o Mundo. Trata-se da droga desenvolvida pela Johnson & Johnson. A má notícia é que já há casos de reações graves a esta vacina. Uma pessoa morreu devido a trombose sanguínea e outra encontra-se em estado crítico nos Estados Unidos depois de terem recebido a vacina da Johnson & Johnson contra a covid-19, indicou hoje fonte oficial norte-americana.

Segundo vários especialistas, os coágulos sanguíneos podem ser causados por uma resposta imune muito rara às duas vacinas.

Há outros seis casos de  pessoas com idades entre 18 e 48 anos que desenvolveram sintomas de trombose cerebral e coágulos, entre seis e 13 dias após a injeção. Por causa disto, o organismo que regula os medicamentos nos EUA recomendou uma pausa para investigar a situação.

Em consequência, a farmacêutica anunciou que vai atrasar a distribuição das suas vacinas de dose única na Europa, até que haja mais certezas sobre o sucedido.

“Estamos a analisar esses casos com as autoridades de saúde europeias. Tomámos a decisão de adiar proativamente a entrega da nossa vacina na Europa”, informou a Johnson & Johnson num comunicado, sem referir novas datas para a distribuição.

A chegada das vacinas à Europa, incluindo Portugal, estava prevista para quarta-feira.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here