Covid-19: 34 mortes, viajante com comprovativo covid falsificado

0
499

Os números da pandemia continuam a baixar. Hoje, o boletim epidemiológico regista 34 mortos e 394 novos casos de infeção covid-19, valores semelhantes aos registados em outubro.

O boletim revela também que estão internados 2.167 doentes (mais dois do que no domingo), dos quais 469 em cuidados intensivos (menos 15).

Desde março de 2020, Portugal já registou 16.351 mortes associadas à covid-19. Das 34 mortes registadas nas últimas 24 horas, 15 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 10 na região Centro e nove na região Norte.

Morreram três médicos com covid-19

Desde o início da pandemia em Portugal, quase 28 mil profissionais de saúde ficaram infetados com o vírus SARS-CoV-2, dos quais 19 morreram.

O maior número de mortes de covid-19 foi registado no passado mês de fevereiro (nove), seguido do mês de janeiro, com seis óbitos de profissionais de saúde.

Relativamente ao número de profissionais infetados, os dados apontam que, desde o início da pandemia até 26 de fevereiro, totalizaram 27.973, a maioria assistentes operacionais (8.732), seguidos dos enfermeiros (7.357) e médicos (3.454).

Entre os profissionais que faleceram, estavam três médicos, um enfermeiro, um técnico superior de diagnóstico, dois auxiliares de saúde, um auxiliar de enfermagem, dois administrativos, um colaborador de Estrutura Residencial para Idosos (ERPI), um bombeiro e sete com categoria desconhecida.

Comprovativo covid falso detetado pelo SEF

Em comunicado, o SEF informa que este fim-de-semana foram detetados vários viajantes com documentação falsa, nos aeroportos de Lisboa e Porto. Um dos casos era de um viajante proveniente de Paris que ostentava um comprovativo de teste covid falsificado.

O viajante em questão teve de efetuar um teste nas instalações do SEF, que pagou, antes de lhe ser autorizada a entrada em Portugal.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here