Julgamento do caso Giovanni

0
199

O julgamento sobre a morte de Luís Giovanni Rodrigues começa hoje. Se não houver adiamentos, os 7 arguidos irão passar os próximos tempos sentados no banco dos réus no Tribunal de Bragança.

Os arguidos “jogam em casa” e já conseguiram que o discurso mediático lhes seja favorável. A agência Lusa, por exemplo, diz que a violência que resultou na morte da vítima foi “instigada pelos jovens cabo-verdianos”, o que contrasta com os relatos iniciais de testemunhas que falavam precisamente o contrário. Em 2019, tentava-se justificar o sucedido com um alegado contacto físico entre Giovanni e a namorada de um dos arguidos. Hoje, o texto noticioso refere que “segundo consta do processo judicial, o jovem apresentava uma taxa de alcoolemia de 1,59 gramas por litro de sangue”, mas quanto à taxa de alcoolemia dos agressores nada.

É então provável que tudo seja feito para diminuir a culpa dos que bateram. Pode até acontecer que o tribunal conclua que Luís Giovanni morreu de moto próprio. Escorregou e bateu com a cabeça.

E pode também acontecer que, a ser assim, as ruas das cidades portuguesas voltem a ser palco dos protestos que vimos desfilar em junho de 2020.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here