Reflitamos

3
401

Há quem diga que Bolsonaro encenou uma facada para criar um elemento dramático que o levasse à vitória eleitoral. Já o recandidato Trump tentou um golpe de estado para não ter de largar o cadeirão. Talvez Ventura, na mesma linha política que estimula a violência como meio para alcançar determinados fins, não tenha tido mais engenho e arte do que encenar um apedrejamento.

Nas redes sociais e em alguns relatos jornalísticos, uns dizem que foram apoiantes de Ana Gomes os autores da cena, outros dizem que foram ciganos. Na verdade ninguém sabe. A PSP deteve um cidadão que se encontrava no protesto contra Ventura, mas isso não é suficiente para incriminar seja quem for, por enquanto. Acresce que o cidadão não é de etnia cigana e só ele sabe em quem vai votar. O cidadão foi indiciado de ter participado no apedrejamento, de ter injuriado a polícia, de agressão a um polícia com uma placa de cartão. Desejamos que o polícia tenha recuperado e continue apto a dar o seu contributo à segurança de todos nós. Afinal, é para isso exclusivamente que lhe pagamos, a ele e a todos os outros polícias.

manchete da Visão online em 21 de janeiro 2021

O cidadão detido e identificado pela PSP vai hoje ser ouvido em tribunal. Deve ser uma urgência, sábado e em periodo de confinamento, há juízes que se sacrificam pelo bem de todos, está visto. Daremos conta do sucedido, mas, ontem, o apelo deste cidadão correu célere pelo Facebook. Dizia ele: “Estive muitas horas na esquadra. Assustador foi constatar que muitos agentes e graduados são fascistas. Apoiam abertamente e manifestam-no despudoradamente, no próprio átrio da esquadra aberto ao público. Não podemos negligenciar o perigo que este canalha representa.” O canalha mencionado é o candidato Ventura, evidentemente. E o apelo continuava: “Serão três ou quatro policias a testemunhar contra mim. Não tenho testemunhas.”

As televisões e, principalmente os telemóveis, que tudo gravam, não gravaram imagens de nenhuma pedra a voar. Havia algumas pedras de calçada no chão, mas parece que já lá estavam antes de Ventura chegar. Se voaram, foi antes de tempo.

Foi um momento curioso, já toda a gente esperava algo do género, mas seja quem tenha sido o mentor da cena, foi tudo muito improvisado. Deviam ter ensaiado mais. Reflitamos, portanto. E amanhã, votamos.

3 comments

  1. A PSP está infiltrada de AVs. Já existiam relatórios nesse sentido.
    Mas tornou-se publico quando AV falo na manif frente à Assembleia da República.
    As policias estão ao serviço do Estado de Direito Democrático e dos seus orgãos. Como diria o actual director do SIS na AR, estão às ordem dos poderes constituídos.
    Os EUA resolveram rapidamente esse problema. Em meia dúzia de dias. Ainda antes da tomada de posse de Biden.
    Este problema vai contagiar as Forças Armadas. Existem já elos comuns, facilmente identificáveis, entre os ativistas na PSP e o Exército. A primeira do Presidente Marcelo na segunda-feira deverá ser despartidarizar as forças policiais e evitar o transbordo das atividades delituosas para as Forças Armadas.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here