Geada na Sombra

0
266

Têm-me perguntado onde poderá adquirir-se o livro: na incerteza de vir a fazer-se uma apresentação formal, nomeadamente através de uma plataforma digital, é por encomenda à editora – [email protected] ou 968018309. Custa 7,50 € (portes incluídos).

Quanto ao título, explico na nota prévia:

Geada na sombra… Algo que teima em resistir ao tempo, aninhando-se sorrateiro junto ao tronco, na secreta esperança de que a seiva haurida pelas raízes lhe seja elixir de vida eterna. E a paisagem está salpicada de branco.

Depois, um fumozinho a desprender-se quando os primeiros raios do Sol abraçam numa entrega total – pois que desaparece e em pouco tempo…

Estes são salpicos ao longo da vida. Momentos fugazes que apetece fixar, na vã teimosia de que resistam à erosão do tempo.

Essa geada na sombra eu a descobri das janelas rápidas do comboio.

«E os homens metem-se em comboios e não sabem por onde vão» – é sempre Saint-Exupéry…

Podem não saber; mas há que, minuto a minuto, saborear a paisagem.

O prefácio é da Doutora Sílvia Laureano Costa, que começa assim:

“Ninguém fica indiferente à geada. Nos campos, a camada fina de gelo prende-se às folhas e queima. Nas cidades, a geada cola-se aos vidros dos carros e enfurece. Lembro-me de passar muito tempo sem ver geada e de sentir a sua ausência. Vivia na cidade e os meus olhos só conheciam o lado pitoresco do manto branco sobre as planícies. Hoje, nas noites frias, temo que a geada semeie a tristeza na minha horta, no meu pomar. Não é possível ignorar a geada. A geada esconde, primeiro, para depois transformar.

José d’Encarnação, meu querido Professor e Mestre, escolhe a geada para o título deste seu livro. Mas não é uma geada qualquer: geada na sombra – a última a derreter, o gelo resiliente, que escorrega devagarinho, quando um raio de Sol lhe toca ou a temperatura sobe. E que sombra será esta? A do próprio autor? Ou a dos muitos autores que aqui estão reunidos?”

Um convite, pois, à descoberta – e que se me perdoe a ousadia de lha sugerir, hoje, passado o Dia de Reis.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here