Ljubomir não foi à manifestação

Os trabalhadores pedem ao Governo a "reabertura imediata de todas as empresas, estabelecimentos e serviços de alojamento, restauração, bebidas e similares", mas exigem condições e os direitos laborais que lhes são devidos.

0
2015

Mais uma manifestação do setor da hotelaria, desta vez uma manifestação de trabalhadores organizada pela Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT), afeta à CGTP-IN. O movimento “A pão e água” não esteve presente, muito menos o chef cozinheiro Ljubomir.

Assim, sem patrões à vista, cerca de uma centena de trabalhadores dos restaurantes, hotéis, cafés, pastelarias e similares manifestaram-se hoje, em frente ao Ministério do Trabalho, em Lisboa, para exigir apoios diretos aos trabalhadores e não só às empresas e pela reabertura imediata de estabelecimentos.

“Para os patrões são milhões, para os trabalhadores só tostões”, gritaram os manifestantes, que aprovaram, por unanimidade e com aclamação, uma moção que foi entregue no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, onde exigem “apoio direto aos trabalhadores que foram ou são penalizados nos seus rendimentos mensais”.

A pandemia veio desregular a relação laboral neste setor, hoje há milhares de trabalhadores em situação e completo desamparo social e sob chantagem dos empresários. Segundo a CGTP-IN existem muitos casos de trabalhadores que estão sem receber os salários de março e abril, alguns nem o salário de fevereiro receberam e, todos estes trabalhadores estão sem qualquer proteção social, há empresas que reabriram com redução do horário de trabalho ou lay-off, mantendo uma brutal redução salarial dos trabalhadores, há empresas que reabriram, mas até à presente data, não pagaram os salários em atraso, há empresas que estão a fazer chantagem com os trabalhadores dizendo que só reabrem se os trabalhadores forem trabalhar sem receber os salários em atraso, entre outras tropelias de autoria do patronato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui