Covid-19 nas cadeias: pelo menos 168 reclusos e 80 funcionários infetados

0
777

A APAR – Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso contesta os números divulgados pela Direção Geral dos Serviços Prisionais relativamente aos casos de covid-19 dentro dos estabelecimentos prisionais. Segundo um comunicado da Direção-Geral, o Estabelecimento Prisional de Lisboa tem 59 reclusos e um guarda infetados com covid-19. Neste momento, oficialmente, no sistema prisional existem 248 casos de covid-19, afetando 80 trabalhadores e 168 reclusos, dos quais 148 da cadeia feminina de Tires.

Mas a APAR diz que os números são outros. Num contacto estabelecido com a direção da associação, foi-nos transmitido que “Infelizmente os números estão errados. Só em Tires há 158 mulheres e 2 crianças e no EPL havia 74 confirmados.”

O surto foi detetado quando os reclusos internados nos serviços clínicos daquela prisão foram testados. Houve seis positivos entre os reclusos. Posteriormente, foram testados todos os reclusos e guardas prisionais que tinham contacto com estes seis. E chegou-se à conclusão que há 59 reclusos infetados e um guarda. Mas estes resultados dizem respeito, apenas, às alas H e C do EPL.

Como medida cautelar, os infetados estão já em isolamento. A maioria dos doentes não apresenta sintomas da doença.

“Em articulação com as autoridades de saúde pública vai proceder-se à testagem de todos os reclusos do Estabelecimento Prisional de Lisboa (cerca de 900) e a nova testagem de todos os seus trabalhadores (cerca de 240)”, indica o comunicado da Direção Geral dos Serviços Prisionais.

As atividades de formação escolar e profissional e de trabalho, bem como as visitas, com exceção das dos advogados estão suspensas, porém, os reclusos continuam a poder fazer chamadas telefónicas e a usufruírem de “recreio a céu aberto”. A população prisional tem elevados índices de várias doenças, entre as quais tuberculose, HIV, hepatite, doenças que associadas ao covid-19 podem ter resultados fatais para muitos doentes. Por questões de segurança, os reclusos não podem usar máscaras de proteção facial.

(atualizado às 23h00 de 12/11/2020)

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here