Covid-19: 56 mortes mas há quem não queira usar máscara

0
1738

Novo máximo de casos diários de covid-19 foi atingido hoje, com 6.640 infeções nas últimas 24 horas. A somar a isto, 56 pessoas faleceram com a infeção, segundo o boletim de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS indica que das 56 mortes registadas nas últimas 24 horas, o segundo pior dia desde o início da pandemia, 31 ocorreram na região Norte, 19 na região de Lisboa e Vale do Tejo, três na região Centro e outras três no Alentejo.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico revela que estão internadas 2.420 pessoas (menos cinco que na sexta-feira) e destas estão 366, mais 26 doentes, em cuidados intensivos.

A região Norte é a que regista a maioria dos novos casos, com 3.900 registos nas últimas 24 horas, na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 1.856 novos casos de infeção, na região Centro registaram-se mais 712 casos, Alentejo tem mais 49 novos casos de covid-19e a região do Algarve tem hoje notificados mais 182 casos de infeção.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 22 novos caso nas últimas 24 horas e na Madeira há 19 casos nas últimas 24 horas.

Sondagem diz que 48% recusa usar máscara

Mesmo com a pandemia a atingir números nunca antes vistos, os portugueses parecem estar divididos quanto à obrigatoriedade do uso de máscara na rua para prevenir o contágio com o novo coronavírus, segundo um estudo da Eurosondagem.

Na sondagem, encomendada pelo Porto Canal e o semanário Sol, 48% dos inquiridos afirmam concordar com o uso de máscara, 45% discordam e 7% tem dúvidas ou não sabe/quer responder.

O uso de máscaras em espaços públicos é obrigatório desde 28 de outubro e o incumprimento é punido com multas que vão até aos 500 euros, segundo a lei aprovada no parlamento apenas com os votos contra da Iniciativa Liberal e as abstenções do BE, PCP, PEV e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here