Alexandra Borges sai da TVI, mais uma estrela abandona Queluz

0
2248

Hoje já lá não está. A jornalista Alexandra Borges cumpriu ontem o seu último dia de trabalho na TVI. Arrumou a tralha que juntou “ao longo de 21 anos” de serviço naquele canal de televisão e, numa mensagem que deixou na sua página do Facebook, confessou que  “Não me custou fechar a porta da sala que, carinhosamente, a equipa batizou de “Chafarica” porque é apenas um local e o que o torna especial são as memórias e, sobretudo, as pessoas”. Há quem julgue que as pessoas têm de se adaptar às empresas mas a Alexandra parece ser das que pensam que são as pessoas que fazem as empresas. E pensa bem.

Alexandra Borges cresceu na TVI, como pessoa e como jornalista. Tornou-se figura pública, ganhou uma dimensão extra com polémicas que rodearam alguns dos trabalhou que dirigiu e apresentou na pantalha, como foi o caso das reportagens sobre a IURD. Nos comentários que foram anexados à sua mensagem de despedida, estava este que ilustra bem a memória que as pessoas têm do caso:

Na hora da despedida sabe que vai “morrer de saudades da equipa de excelentes profissionais com quem trabalhei nos últimos 3 anos”, deixou palavras de agradecimento às rececionistas, às cabeleireiras, às maquilhadoras, aos informáticos, ao secretariado, às funcionárias do bar e da cantina, a toda a gente, enfim.

Um pouco de nostalgia e algumas notas amargas, também, ao deixar escrito que ela e a sua equipa deixaram “MARCA no jornalismo da TVI, contra tudo e contra poucos”. Um certo travo amargo ao dizer “Vou ter muitas saudades vossas, de todos e cada um de vocês. Mas recuso-me a despedidas porque às pessoas para mim não são descartáveis…”, e o orgulho que sentiu e sente pelos resultados obtidos: “O público aplaudiu e agradeceu cada reportagem que fizemos. Foram sempre mais de um milhão de telespectadores que nos acompanharam mas, mesmo que fosse apenas um, teríamos  o dever de trabalhar com o mesmo profissionalismo e dedicação.”

Diz que vai descansar durante uns meses e que espera abraçar um novo projeto no próximo ano. Mas não desvenda de que projeto se trata. Não é possível dizer agora se a jornalista ficará a ganhar por ter saído da TVI. Diz o “histórico” deste tipo de situações que, na maioria das vezes, tanto a empresa como o jornalista ficam a perder. E o público também.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here