Covid-19: mais mortes, menos infetados

0
272

Hoje, o boletim da Direção Geral de Saúde regista 14 mortes e 427 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, em Portugal.

O número de mortes aumenta, o que não é de estranhar, uma vez que o número de infetados começou a subir há cerca de um mês e, portanto, os óbitos que se registam agora são das infeções de há semanas atrás que evoluíram de modo fatal.

O número de novos contágios parece estar a baixar. Baixou nos últimos três dias e de forma um tanto abrupta. Ontem tivemos 734 infetados, há dois dias foram registados 904 e no dia anterior tivemos 963 casos. Ou seja, hoje temos menos de metade dos casos que ocorreram dia 3 e dia 4 de outubro. O que quer isto dizer? Há duas respostas possíveis, nenhuma baseada em dados científicos: uma é que pode estar a acontecer que haja algum problema na transmissão de dados dos laboratórios para os serviços da Direção Geral de Saúde que reúnem a informação proveniente de todo o país; outra hipótese é as pessoas terem consciência do problema e estarem a tomar as devidas precauções para evitar serem contaminadas e disseminadoras do coronavírus.

 O boletim diz que das 14 mortes registadas, 10 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções, três na região Norte e uma no Centro de Portugal.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim revela que nas últimas 24 horas há mais 31 internados em enfermarias e menos dois nos cuidados intensivos relativamente a ontem. No total, há 732 doentes internados em enfermaria e 104 em Unidades de Cuidados Intensivos.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 131 novos casos de infeção, equivalente a 30,6% do total. A confirmar-se, a epidemia está a diminuir o grau de contágio em Lisboa. Na região Norte há mais 231 novos casos, ou seja 53,8%.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here