Pas de ménage

0
880

De entre todos os candidatos às eleições presidenciais que se apresentaram até agora, Ana Gomes é a única que partiu para a corrida sem apoio de qualquer partido político. Embora militante do PS e apesar de ter sido deputada e eurodeputada eleita em listas do PS, a candidata à Presidência da República tem muitos anticorpos no partido, um pouco por culpa da falta de misericórdia que revela quando tem de criticar a sua própria hierarquia partidária. Foi o caso do “choque” com Carlos César, por exemplo, quando este disse que o PS não se revia nas acusações da eurodeputada contra Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica. Na altura, Ana Gomes disse que pensava pela própria cabeça e que não era “apparatchik” de ninguém.

O cartoon de Hélder Dias.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here