Covid-19: 4 mortes e surtos em 12 escolas

0
576

De ontem para hoje os números da pandemia baixaram e era bom que continuassem sempre a baixar até que a doença desaparecesse de vez, mas há poucas esperanças de que isso venha a acontecer a breve prazo.

O boletim da Direção-Geral de Saúde assinala 4 mortes e 425 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, uma quebra acentuada relativamente aos números dos últimos dias. Explicações para o “fenómeno” não há, talvez seja apenas mais uma discrepância na comunicação dos dados, o que já aconteceu várias vezes desde o início da pandemia.

O boletim refere que das quatro mortes registadas, três ocorreram na região Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo.

Em sentido inverso à tendência de mortes e novos casos, o número de internamentos hospitalares voltou a subir, registando-se mais 24 pessoas, num total de 659 doentes internados com covid-19, assim como os doentes colocados nas unidades de cuidados intensivos, que segundo os últimos dados são agora 98 (mais nove).

Quase 5 mil profissionais de saúde infetados

Outros números divulgados hoje, na conferência diária do Governo e da Direção-Geral de Saúde: um total de 4.970 profissionais de saúde ficaram infetados com covid-19 desde o início da pandemia, 629 dos quais são médicos e 1.435 enfermeiros. Entre os profissionais de saúde, ficaram infetados com covid-19 1.401 assistentes operacionais, 166 assistentes técnicos e 167 técnicos superiores de diagnostico e terapêutica. Do total de infetados, 4.108 profissionais de saúde recuperaram da doença desde o inicio da pandemia, significando uma percentagem superior a 82 % de recuperados. Não foi divulgado o número de mortes entre profissionais de saúde.

A grande maioria dos doentes (97,3%) com covid-19 está a recuperar em casa, estando os restantes internados em enfermaria e nos cuidados intensivos, disse hoje o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

Segundo os dados divulgados hoje, apenas 2,3% dos doentes estão internados em enfermaria e 0,4% em Unidade de Cuidados Intensivos.

Acima dos 70 anos de idade, a taxa de letalidade é de 13,6%, embora a média em todas as faixas etárias seja de 2,6%.

12 escolas com surtos

Doze escolas portuguesas tem atualmente surtos de covid-19. Segundo a diretora-geral da Saúde, cinco escolas com surtos estão localizadas na região Norte, uma no Centro e seis em Lisboa e Vale do Tejo.

No total há 78 pessoas implicadas com casos positivos nas doze escolas afetadas, disse Graça Freitas, esclarecendo que não estão incluídos nestes números as pessoas que têm de estar em isolamento profilático.

A diretora-geral da Saúde disse ainda que estes dados dizem apenas respeito aos surtos que foram reportados, podendo ter aparecido em várias escolas um caso isolado sem implicações no funcionamento do estabelecimento escolar.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here