Guterres diz que temos de mudar de vida

0
623

O secretário-geral da ONU pediu hoje aos líderes mundiais para escolherem “o caminho das energias limpas” nos respetivos planos de recuperação económica pós-pandemia, exortando a comunidade internacional a proibir carvão e os apoios aos combustíveis fósseis.

Quando a pandemia surgiu, a necessidade de alterar o paradigma do desenvolvimento sustentado no consumismo e na exploração dos combustíveis fósseis era matéria consensual nos discursos políticos, mas a “febre” inicial foi arrefecendo e, hoje, já desapareceu.

Guterres insiste na utopia e, numa mensagem dirigida aos representantes de vários países reunidos num encontro online, exortou-os a “assumir hoje o compromisso de que não existirá um novo recurso ao carvão e de que iremos acabar com todo o financiamento externo do carvão nos países em desenvolvimento”.

António Guterres argumentou com o aquecimento global que continua imparável, com as alterações climáticas que prosseguem ao sugerir que “precisamos de ter em conta o risco climático nas nossas decisões, nomeadamente nas decisões financeiras”.

“Mas muitos ainda não receberam a mensagem”, lamentou o Secretário Geral da ONU, certamente a pensar nas políticas executadas por países como, por exemplo, os EUA ou a China, Rússia ou Brasil.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here