Carreiras descarrila

0
794

Sou da geração que escrevia nas paredes, “é proibido proibir!”.

Proibirem-me é uma coisa que me chateia! – como dizia o divertido Pinheiro de Azevedo.

O presidente da Câmara de Cascais, o Senhor Carreiras, quer proibir bicicletas de circular no paredão, a via mais bonita, relaxante, e que nos devolve a beleza da zona entre Carcavelos e Cascais.

Na verdade, ele até já concordou com as bicicletas por ali porque está lá uma faixa que assinala a via para os ciclistas andarem, embora seja uma faixa descontínua, de piso irregular e em certos sítios já apagada pelo desmazelo camarário.

Entretanto, entre a rotunda da Avenida Conde de Barcelona e o Cascais Shopping, Carreiras está a construir uma ciclovia inútil, pois a estrada já tem uma berma alcatroada e larga por onde já circulam ciclistas. Aquilo será para ir de bicicleta às compras na Zara?

O meu filho de 5 anos anda há 3 meses sem rodinhas na sua bicicleta. A primeira aventura foi fazer comigo, cada um na sua bicicleta, o trajeto Praia da Poça- Cascais. Ida e volta.

Ele adora esse passeio. O Senhor Carreiras deve agora querer que passemos a ir pela marginal misturados com os carros. É que o brioso presidente nem uma ciclovia ainda construiu na Marginal e havia espaço sem tirar lugar aos carros.

Carreiras preferiu na Marginal construir uma floreira central, pirosa e inútil, onde as motas deixaram de poder passar entre os carros. Precisamente a mesma grosseria que Medina fez na 24 de Julho! Carreiras anda a copiar o Medina!

O paredão é um espaço público para todos. Se as bicicletas circulam em Cascais nas ruas de peões não há razão para serem proibidas no Paredão.

Para haver segurança na circulação tem de haver regras para todos: peões e outros. Quem não cumpre lá estará a polícia para controlar.

Ou não é a PSP do Estoril tão competente que até metralhadoras usou frente à estação do Estoril para controlar os automobilistas em tempo de Covid?

Cascais não pode ser uma vila onde o Xerife quer ser o grande educador!

Vá educar para outra freguesia!

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here