Covid-19: Lisboa e Sintra na linha da frente

0
1337

Seis mortos e mais 451 novos infetados com covid-19, a maioria na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado o maior número de surtos, houve de ontem para hoje 339 casos de infeção, o que corresponde a 75,2% dos novos contágios.

Por concelhos:

  1. Lisboa tem 3.335 (+58 que ontem)
  2. Sintra tem 2.477 (+52)
  3. Loures tem 1.745 (+25)
  4. V. N. de Gaia tem 1.633 (+4)
  5. Amadora tem 1.591 (+45)

A nível nacional, a faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (com 6.821 casos), seguida da faixa entre os 30 e os 39 anos (6.481) e das pessoas com idades compreendidas entre os 50 e os 59 anos (6.471).

Açores paga testes a quem quiser ir de férias

Se alguém quiser ir passar uns dias de férias aos Açores ou se tiver necessidade de se deslocar por motivos profissionais, terá de fazer um teste até 72 horas antes do voo.

O Governo Regional dos Açores estabeleceu um protocolo com várias redes de laboratórios nacionais e se o utente apresentar comprovativo de reserva e pagamento da viagem, a conta é debitada ao governo açoreano. É um modo expedito para atrair turistas.

As regras para o estabelecimento das convenções constam de uma portaria publicada hoje em Jornal Oficial.

Até ao momento, foram detetados na região 151 casos de infeção pelo verificando-se atualmente três casos positivos ativos, dois em São Miguel e um na Terceira.

No arquipélago, 130 pessoas recuperaram e 16 morreram.

Funchal tem sistema rápido de testagem para viajantes

Se a opção de férias for a madeira ou Porto Santo, não precisará de fazer testes antes da partida, mas terá de fazer à chegada. Os aeroportos da Madeira têm as estruturas de controlo da covid-19 montadas e “está tudo a postos” para que, a partir de segunda-feira, os passageiros desembarcados possam ser testados, disse hoje o presidente do Governo Regional.

O equipamento instalado permite uma capacidade de testagem e resultados num tempo inferior a 12 horas, para um fluxo de 11 mil passageiros por semana.

As autoridades sanitárias da Madeira testaram o sistema com 40 passageiros e os resultados dos testes foram obtidos em 10 minutos.

Na Madeira há apenas dois casos ativos, ambos importados, e o executivo madeirense diz estar a fazer tudo para que a situação se mantenha sob controlo sem necessidade de massacrar ainda mais a economia da região.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here