Lisboa prolonga isenções de taxas à hotelaria

0
281

A isenção de taxas municipais na hotelaria vai ser prolongada até ao fim do ano, nomeadamente as taxas relativas a esplanadas na via pública.

As novas regras de combate à pandemia covid-19 permitem a reabertura de restaurantes e cafés, e respetivas esplanadas, mas com lotação muito reduzida devido à necessidade de distanciar os clientes uns dos outros.

Com a maior parte do comércio lisboeta fechado, a crise económica instalou-se na capital e o município pretende dar “um sinal de apoio” à restauração nesta “nova fase” de reabertura, que terá início na segunda-feira, dia 18, afirmou Fernando Medina, o presidente da edilidade.

Segundo o autarca do Partido Socialista, esta “decisão de estender a isenção de taxas relativamente à instalação de esplanadas até ao final do ano” será tomada na próxima semana e foi “consensualizada entre todos os partidos, em colaboração com as juntas de freguesia da cidade”.

Fernando Medina acrescentou que a intenção da Câmara de Lisboa é prolongar esta isenção “com a possibilidade de – sendo isso possível, mantendo grandes canais para circulação pedonal – haver algum espaçamento das esplanadas e até alargamento”.

“O que queremos transmitir é um sinal positivo, de confiança, à restauração”, reforçou.

O autarca considerou que Portugal está agora “numa fase de nova confiança relativamente à pandemia” e que o comércio está preparado “para acolher todos em segurança”.

O certo é que imagens como a da foto não se repetirão tão cedo. Os clientes terão de usar máscara, os funcionários do estabelecimento comercial também, os clientes terão de estar a 1 metro e meio de distância entre si, os funcionários não voltarão a entregar em mão a lista do menu, os clientes terão de desinfetar as mãos e os funcionários também.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here