Cascais + violência

2
1475

Cascais volta a ser palco de violência. Depois do assalto na rua Direita que fez vários feridos entre o lojista assaltado, agentes da PSP e assaltantes, e que obrigou o Presidente da República a refugiar-se por precaução num hotel nas imediações, agora foi um ataque em grupo contra um adepto sportinguista.

Os agressores serão membros da claque No Name Boys (o pressuposto baseia-se na roupa com símbolos dessa claque que vestiam) e, segundo o relato policial, embora tivessem agido de cara tapada (máscaras cirúrgicas?) a vítima diz que consegue identificar alguns deles.

O grupo agressor teria cerca de 30 a 40 elementos e, de acordo com o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, os suspeitos agrediam a vitima, que se encontrava sozinha, quando um agente da PSP, em patrulhamento de prevenção criminal no local, se apercebeu da situação e interveio de imediato, altura em que os suspeitos cessaram as agressões e se colocaram em fuga em várias direções, não tendo sido possível intercetar nenhum deles.

“Apesar da oportuna intervenção do agente policial, que evitou consequências mais graves, a vítima sofreu várias lesões, sendo por isso transportado para uma unidade hospitalar”, refere a PSP.

É a segunda agressão em menos de duas semanas de adeptos dos No Name Boys contra elementos da Juventude Leonina. A primeira agressão ocorreu no dia 17, em Lisboa. Nessa altura, os desacatos aconteceram nas imediações do estádio de Alvalade. Os dois adeptos do Sporting foram internados no Hospital de Santa Maria em estado grave.

Se a tradição das claques se cumprir, a retaliação da Juve Leo já deve ter dia marcado.

2 comments

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here